Infeccao oque fazer

A última abordagem envolve distinções finas entre potencial, capacidade e habilidade. Um corpo humano (ou ovo fertilizado) tem o potencial de pensar, escrever poesia, sentir dor e valorizar a vida. Na fase correta do desenvolvimento somático, esse potencial se torna capacidade e, uma vez exercido com competência – é uma habilidade. 

 

Embriões e pessoas em coma podem ter o potencial de fazer e pensar – mas, na ausência de capacidades e habilidades, não são pessoas de pleno direito. De fato, em todos os aspectos importantes, eles já estão mortos. 

 

Levada à sua conclusão lógica, essa definição de pessoa também exclui os recém-nascidos, os retardados severos, os irremediavelmente quadriplégicos e os catatônicos. Quem é uma pessoa torna-se uma questão de julgamento culturalmente limitado e medicamente informado, que pode ser influenciado pela ignorância e pela moda e, portanto, ser arbitrário e imoral. 

 

Imagine um computador infectado por um vírus de computador que não possa ser colocado em quarentena, excluído ou corrigido. O vírus desativa o host e o torna morto. Ainda é um computador? Se alguém invadiu minha casa e a roubou, posso registrar uma reclamação de seguro? Se um colega o destruir, posso processá-la pelos danos? A resposta é sim. Um computador é um computador enquanto existir fisicamente e é provável que seja encontrada uma cura mesmo contra o vírus mais ardiloso. 

 

Allcross Clinipam Blumenau Solicite