Manifestações clínicas da apendicite em crianças

A apendicite é conhecida por ser uma doença cirúrgica, pois geralmente requer a remoção do apêndice vermiforme inflamado, uma proeminência tubular do ceco. A apendicite ocorre devido à infecção do apêndice vermiforme, que se torna aumentado e irritado. Os médicos consideram a apendicite uma emergência médica e geralmente recomendam a cirurgia, independentemente do estágio real da doença. Embora se saiba que o tratamento cirúrgico da apendicite é seguro e confiável, muitos pacientes desenvolvem complicações pós-operatórias como conseqüência de más práticas. Existem também vários casos relatados de apendicectomia desnecessária, realizados em pacientes que acabam tendo um apêndice saudável. 

 

Contrate Hapvida Fortaleza

Embora a intervenção cirúrgica para apendicite envolva poucos riscos nos estágios iniciais da doença, a infecção avançada do apêndice vermiforme aumenta muito os riscos de complicações pós-operatórias. A remoção de um apêndice gravemente doente é difícil e arriscada, pois os pacientes operados podem desenvolver sepse ou abcesso logo após a intervenção cirúrgica. Bem cientes desse fato, a maioria dos médicos concentra-se em revelar oportunamente possíveis sintomas de apendicite em pacientes. Guiados pelo impulso de intervir prontamente, alguns médicos frequentemente fazem cirurgias por engano em pacientes saudáveis. Houve vários casos de cirurgia desnecessária de apendicite relatados nas últimas décadas e o fenômeno também pode ser visto no presente.