O Carnaval do Interior Morreu?

Há poucos anos, enquanto fazíamos um levantamento de casas para alugar em
Presidente Prudente, descobrimos que em toda aquela região do estado, apenas
Prudente ainda tinha desfiles de carnaval.
Uma dessas informações que obtemos meio sem querer em conversas informais, mas,
que levantam questões interessantes, pois, teoricamente, estamos no país do carnaval,
certo?
Um primeiro ponto a ser observado, é que os desfiles de escolas de samba nem sempre
foram o centro do carnaval.
No início, a festa era essencialmente popular, com os blocos e fanfarras dominando as
ruas de todas as cidades.
Com o tempo e talvez, em função da violência, houve uma divisão em que as famílias
foram para os clubes fechados, as prefeituras passaram a bancar os desfiles e os blocos
populares foram desaparecendo.
Ou seja, a cultura popular foi cooptada pelas grandes escolas, com financiamento público
e se transformaram, de certa forma, em algo similar aos grandes clubes de futebol.
Mesmo em Presidente Prudente, a “festa” é mais das escolas que do povo e é de se
duvidar que a tradição continue, afinal, basta que um próximo prefeito resolva cortar a
verba.
E assim, a grande pergunta é: porque as pessoas não se organizam mais em blocos e
fanfarras? Porque é necessária a pirotecnia das escolas de samba?
E não se trata de saudosismo, apenas de uma sensação estranha atrelada a percepção
de que estamos vendo uma tradição morrer aos poucos.

Mell Imóveis Casas para alugar em Presidente Prudente Sp