O nome da embarcação é muito importante na tradição náutica.

Lancha a Venda Oeste Marine
Ele confere personalidade ao seu barco e até mesmo pode trazer sorte.
Mas, além das brincadeiras e da diversão, existem regras importantes que devem
ser seguidas ao nomear o seu barco.
Você conhece as regras? E sabe sobre as lendas dos nomes de barcos?
Então fique ligado que contaremos tudo para você a seguir.
– Escolha um nome novo.
Não é possível repetir um nome. Portanto, quando for registrar seu barco, vá com
uma lista mediana.
Você pode, ainda, inserir números ou algarismos romanos para mudar o nome já
existente, ou mesmo mudar uma letra ou caractere.
– Escolha um nome fácil de entender.
Caso você tenha algum problema na embarcação e precise se comunicar por rádio,
é indispensável que o nome da sua embarcação seja fácil de entender para que a
ajuda possa identificá-lo mais rapidamente.
– Não escolha nomes obscenos.
Os nomes obscenos ou que possam ser ofensivos são vetados, então nem perca o
seu tempo em tentar registrar.
Nomes que possam ofender ou causar constrangimento também ficam de fora dos
registros.
– Você pode dar nome de deus.
Os barcos antigos costumavam homenagear deuses e, até hoje, muitas pessoas
seguem a tradição. É um jeito criativo de nomear uma embarcação.
– Nomes de mulheres.

Ainda é tradicional nomear o barco em homenagem a uma mulher importante para
você.
A sua mãe, sua filha, sua neta, sua esposa, até mesmo uma estrela de cinema que
você admira.
– Nomes que dão sorte.
Se você já teve um barco e o nome te deu sorte, a tradição manda continuar com
ele.
Se você for uma pessoa supersticiosa, é só colocar o mesmo nome e adicionar um
número ao final.